Seguir o blog

terça-feira, 16 de outubro de 2018

NA CORDA BAMBA DE SOMBRINHA

Quase 150 milhões de brasileiros e brasileiras estiveram aptos a votar no primeiro turno das eleições deste ano da graça de 2018. Nunca foi tanta gente brazuca às urnas. O resultado disso é o que se vê: um embate da gota serena entre partes que ideologicamente estão dividindo o País.
Bolsonaro ou Haddad?
Pois bem, a questão é essa: escolher quem para dirigir o Brasil nos próximos 4 anos.
O Brasil está rachado politicamente, ideologicamente.
Votar em quem para presidente do Brasil?
Jovens têm brigado muito com os pais e nas ruas e redes sociais. Muita gente tem quebrado relações de amizade, de namoro etc.
Votar em quem, Haddad ou Bolsonaro?
O Brasil foi invadido por gente de todo canto, desde sempre.
Depois do Império veio a República.
Foi em 1824 que o rei Pedro I entrou para a história por ter anunciado a independência do Brasil, com um gripo ali às beiras do Riacho Ipiranga, bairro de mesmo nome na capital paulista.
A nossa primeira Constituição foi um horror, no rigor do termo. Era toda pró imperador e o povo, Ah, o povo.
Em 1889 veio a República usurpada pelo Marechal Deodoro. Depois outro Marechal tomou as rédeas do Brasil. O terceiro presidente e primeiro civil mandou tropas militares para destruir Canudos, lá na Bahia. E a história seguiu...Não vou aqui nem falar do golpe de 64 que levou a todos nós a uma escuridão que durou 21 anos.
Mas votar em quem, em Bolsonaro ou em Haddad?
As pesquisas mostram que os brasileiros estão, na maioria, indignados com o PT, com Lula, com Haddad...
As eleições deste ano estão se apresentando como as mais difíceis de todas as que vivemos nas últimas décadas. O PT tem buscado aliança com tudo quanto é partido, mas não tem obtido êxito nessa empreitada. Até o Ciro, do PDT, deu uma banana ao Lula. A propósito, ele está na Europa, e o apoio que deixou ao PT é crítico, ele disse "apoio crítico". Quer dizer: não está nem aí com Lula e o PT. Na verdade ele está magoado com Lula e o PT. 
Essas eleições entrarão para a história, pelo radicalismo das partes.
Uma coisa eu posso dizer, pela experiência obtida no correr dos anos: ganhe a parte que ganhar, a democracia brasileira se manterá. Viva o Brasil!



segunda-feira, 15 de outubro de 2018

FIM DE SEMANA EM TAUBATÉ


Até os anos de 1950, por ai, o Brasil era uma enorme fazenda. Uma fazendona.
Ali pelos finais de 1950 o Brasil passou a se ilustrar, a viver melhor, mesmo com uma imensa quantidade de brasileiros analfabetos.
Hoje somamos cerca de 12 milhões de brasileiros que têm dificuldade em distinguir um "o" de uma roda de caminhão. Mas avançamos, né? Há! Ainda temos hoje algo em torno de 30 milhões de brasileiros que leem sem saber o que estão lendo, estes são os "famosos" analfabetos funcionais". É uma pena. Eu nasci numa capital. Sou de João Pessoa, PB. Minhas férias de estudante eu passei no interior paraibano. Brinquei muito de colher feijão, milho, inhame, macaxeira, batata doce... Também espantei como espantalho vivo, os passarinhos que enxiam o bico de arroz molinho, gostoso, como se leite fosse. Belê!
Nesse ultimo fim de semana revivi emoções do meu passado em Alagoinha, PB.
Fiz parte de verdadeiros quadros da natureza, como esse ai em cima clicado pelo meu mais novo amigo de infância Mario, o Chileno.
Foi bom demais estar ao lado de Mário, Hélio, do Carlos, do cantor Saturno (Moreno)companheiro da Ieda, da Stella, da Beatriz, da Rosa, da Benê, do Robson, do menino Vitor e da mãe, Renata.

Foi bom demais esse fim de semana a mim concedido pela namorada Lúcia.
Essa curtição toda nesse fim de semana foi em Taubaté, terra bonita e gostosa do grande Monteiro Lobato. 
Lobato foi um ser incrível. Um grande criador de personagens, de histórias infantis. Politicamente, porém, Lobato decepcionou a muita gente. Ele como Luiz da Câmara Cascudo, nosso maior estudioso do comportamento humano e do Folclore, certamente estaria vociferando contra a péssima campanha política que nos levará a um ganhador. Tomara que esse ganhador seja a povo brasileiro.
Ai a cima há fotos que me flagram curtindo a natureza e o que a natureza nos dá: como a cachaça, por exemplo.Estive no alambique do mestre Jair e lá encontrei muitas pessoas incríveis, a partir do próprio Jair.
No alambique artesanal do Jair Presoto foi apresentado a Luiz, Lelé, José Esquerdinha, Adriano e outros mais da linhagem de Tonico e Tinoco.
O alambique de Jair esta instalado numa fazenda construída por escravos há uns 200 anos, pelo menos.
A fazenda do Jair está intacta, pelo menos no tocante à casa grande. Foi lá que Jair e seus filhos, todos, nasceram sob os auspícios do saber das parteiras.
No Brasil há, hoje, cerca de três mil parteiras. 
As parteiras são mães do povo, tão deusas. Meus respeitos a elas.
É isso, amigos, e pensar que no texto de hoje eu ia falar de piadas caipiras, das coisas de Cornélio Pires.
Cornélio foi o pioneiro em gravação da música de viola, de música de caipira, como dizia a Inezita Barroso. 
Cornélio Pires gravou a primeira moda em 1929: Jorginho do Sertão. Ele, Cornélio, era de Tietê, SP, mesma terra em que nasceu esse "coiso" ai chamado Michel Temer. Mas essa é outra história. Há! Ia-me esquecendo de dizer a coisa curiosa do Alambique de Jair. Ele, Luis, chegou como saiu: montado num trator de ultimo título. 

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

O BRASIL É NOSSO

Estamos todos  nos perdendo à toa.
Estamos nos perdendo por brigarmos uns contra  outros. Um contra  outro, é o caso. A favor de (A) ou a favor de (B). O A é Haddad e B é o Bolsonaro.
Por quê isso?
Famílias estão se despedaçando, é filho brigando com pais e pais.....
Dizem me que a guerra entre amigos e amigas no facebook é terrível. Eu digo que dizem porque não vejo com olhos, mas com os ouvidos. E ainda tem o tal de Watzap. Que veio pra lascar!
O fato é que estamos nos perdendo, em discussões banais, rasteiras, rotineiras. Mas tem uma coisa: o Brasil é nosso e pelo Brasil temos que pensar. E o melhor para o Brasil é melhor para nós.
Você gosta do Haddad? vote nele. Você gosta do Bolsonaro? vote nele.
Não deixe que ninguém vote por você. O voto é seu, opine na urna. Faça-se presente na urna. Com isso você estará escolhendo o nosso futuro.
O PT é vermelho e virou verde amarelo.Paciência....
O PSL nem existia antes do Bolsonaro.
Deus do céu, a situação é complicadíssima. Nunca vivemos uma situação tão complexa, tão difícil quanto a que hoje vivemos, não é mesmo?
A vida é um eterno desafio.
E antes do dia 28, do domingo decisivo, abrace o seu amigo que pensa diferente de você.

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

SE CORRER O BICHO PEGA, SE FICAR O BICHO COME

Triste, muito triste o que está acontecendo no Brasil.
Nunca vi tanta lama envolvendo político. Lama que vira mar, que vira ondas tsunâmicas.
Nunca vi uma campanha política tão radical como a que ora acompanhamos. É muita mentira rolando solta por aí. Os candidatos acusam-se mutuamente e de modo baixo. è uma baixaria dos infernos.
Em que nós, o povo, devemos acreditar? Em Haddad que parece não ter opinião e voz própria ou em Bolsonaro, que fala mal e parece ameaçar o futuro do País. Com agressões fora de qualquer raciocínio lógico. Ou de bom senso.
O poeta romancista e dramaturgo francês Vitor Hugo (1802-1885) dizia que uma das maiores virtudes do ser humano, senão a maior, é a razoabilidade. 
Ser razoável é muito importante.
É muito importante respeitarmos o próximo com seus conflitos e imperfeições. Enfim o próximo somos nós.
Haddad chama Bolsonaro de fascistinha, de ditador e outras coisas horrorosas, enquanto Bolsonaro chama Haddad de marmita do preso corrupto...Um horror!
Política é a arte do entendimento entre os contrários. É ou deveria ser uma arte.
A prática cotidiana da política enriquece uma nação e dá forças à democracia.
Estamos mais ou menos assim, como diz o ditado popular: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Ou como naquele samba que diz: o couro vai comer na casa de Noca.




terça-feira, 9 de outubro de 2018

DÓRIA TRAIDOR

Traição imperdoável, seja em que tempo for.
Judas traiu Jesus, e Brutus?
A política é uma arte, como arte é pintar um quadro...
Traição dói, o amor não correspondido dói também.
Dória, aquele da prefeitura que jurou mundos e fundos está aí, traindo, traindo, traindo.
O inferno está cheio de Dórias.


POSTAGENS MAIS VISTAS