Seguir o blog

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

JUNTA MILITAR E GUERRA FRIA

Você sabe o que é Junta Militar?
Depois da derrubada do general vice de Anwar Sadat, Hosni Mubarak, em fevereiro de 2011, o Egito viveu sob uma Junta Militar chamada de Conselho Superior das Forças Armadas. O objetivo era arrumar a casa para um governo democrático, o que foi feito. 
Eleito em abril de 2011 em segundo turno, o ativista civil islâmico Mohamed Morsi, representante do Partido da Liberdade e da Justiça, criado pela Irmandade Mulçumana, foi forçado pelos militares a deixar o poder. 
Contrária ao secularismo da Turquia, Líbano e Marrocos, o lema da Irmandade é: Deus é o único objetivo, Maomé o único líder, o Corão a única lei, a Jihad o único caminho. Morrer pela Jihad é a esperança. 
Foram membros da Jihad que assassinaram Sadat, em 1981.
A Irmandade é cega e representa o que há de mais velho no mundo. 
Na prática, a Irmandade é contra tudo e todos que se lhe oponham. 
Sim, no Egito e redondezas a vida anda duríssima.   
Entre 1967 e 1974, a Grécia comeu - e continua comendo - o pão que o Diabo amassou; àquela ocasião, sob a ditadura de um grupo de coronéis.
Era a Junta, lá, deles.
De exemplo de democracia desde a antiguidade, a Grécia...
Também em Portugal uma Junta assumiu o poder depois da destituição do ditador Salazar.
Salazar, uma espécie de Getúlio, criador do Estado Novo português, mandou e desmandou durante 40 anos em Portugal, até cair.
O Brasil viveu sob juntas militares em várias momentos.
O primeiro em 1930, quando Getúlio perdeu o trem e chegou atrasado para assumir a Presidência que tomara com a chamada Revolução de 30; em 1961, com a renúncia de Jânio; em 1964... e, finalmente, em 1969, quando, após uma trombose do presidente-general Costa e Silva, no dia 21 de agosto, os chefes das Forças Armadas brasileiras passaram a dar ordens em conjunto até “presidenciarem” o general Garrastazu Médici (outubro 1969/março 1974).
Pois é, é isso. 
E também num dia como o de hoje, só que em 1968, findava a Primavera de Praga, com a entrada dos tanques do Pacto de Varsóvia na velha Tchecoslováquia. 
Eram tempos da Guerra Fria, entre os Estados Unidos e a extinta União Soviética. 

MEMÓRIA BRASIL
Você conhece o Instituto Memória Brasil?
Em entrevista ao jornal O Estado do Maranhão, edição de domingo 9 de junho passado (clique sobre a imagem), o cantor, compositor e multi-instrumentista Papete, que está lançando o belíssimo álbum duplo Sr. José... fala a respeito do Instituto e de suas pesquisas no Instituto.
Quer saber mais?
Então, clique aí na linha azul.   

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS