Seguir o blog

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

AGOSTO É O MÊS DO FOLCLORE

O mês do folclore, que muita gente chama de mês do cachorro louco, começa hoje com comemorações em torno do Dia do Poeta de Cordel.
Folclore é uma palavra criada pelo arqueólogo inglês William John Thoms (1803-1885), que em 1846 enviou uma carta à revista The Atheneum, de Londres, sob o pseudônimo Ambrose Merton, na qual ele fazia referências a tradições e lendas do seu país. A carta foi publicada no dia 22 de agosto daquele mesmo ano. Não demorou e a data se transformou no Dia Internacional do Folclore.
Em anglo-saxão, folk significa povo e lore, conhecimento e tradição.
O estudioso da cultura popular Luís da Câmara Cascudo não gostava da expressão https://www.youtube.com/watch?v=5AoY8wZHIE4, mas essa é outra história.
O Poeta de cordel é como é chamado o poeta de bancada, aquele que escreve sem a marca da improvisação, que é a marca dos poetas repentistas, de viola, como Ivanildo Vila Nova, Sebastião Marinho e Oliveira de Panelas, entre muitos outros.
Os paraibanos Leandro Gomes de Barros e Silvino Pirauá de Lima (1848-1913) foram os pioneiros no campo da poética de cordel.
Leandro, que nasceu em 1865 e morreu em 1918, foi também o mais caprichoso e talvez o mais completo dentre todos os cordelistas brasileiros.
Há muitos bons autores de folhetos de cordel ainda hoje, como Mestre Azulão, os irmãos Klévisson e Arievaldo Viana, Marco Haurélio, Rouxinol do Rinaré, Pedro Costa, Varneci Nascimento, Beto Brito, Jorge Mello, Bule-Bule e até o mestre de mamulengo Valdeck de Garanhuns.
Existe até uma entidade no Rio de Janeiro criada há muitos anos para representar esses poetas, que é a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, ABLC, cujo presidente é o cearense de Ipu Gonçalo Ferreira da Silva.
A literatura de cordel é um dos pilares da cultura popular, tema de um opúsculo (acima, reprodução da capa assinada por Ionaldo Cavalcanti) que publiquei em 1998 via Cia. Do Metropolitano de São Paulo – Metrô. escrevi .
Quer saber mais?
Clique, leia e opine:

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS