Seguir o blog

sábado, 4 de fevereiro de 2017

CACHAÇA E SECA MATAM


O Brasil não é somente o maior produtor de cana de açúcar.  É o maior produtor de cana de açúcar do mundo, seguido da China.
O Brasil é o maior produtor e consumidor de cachaça do mundo.
Dentre os derivados da cana produzidos pelo Brasil, acha-se o Etanol.
O Brasil é o segundo maior produtor e exportador de Etanol do mundo, atrás apenas dos EUA.
Pernambuco já foi o Estado que mais produziu cana de açúcar no País. A seca, porém, o levou a ocupar o 7º lugar no ranking nacional de produtores de cana de açúcar do País. Agora, em 1º lugar, acha-se o Estado de São Paulo.
Dentre os cinquenta municípios brasileiros que mais cultivam a cana de açúcar, 34 integram o mapa paulista.
Somente Pernambuco e Alagoas, esse último o mais violento Estado do país, fazem parte do ranking nacional dos sete maiores produtores de açúcar e derivados.
Minas Gerais é o 2º maior Estado produtor de cana de açúcar e lá se acha a cidade que mais produz cachaça no mundo: Salinas.
São nove os Estados nordestinos. Juntados, esses Estados ocupam uma área superior a 1,5 milhões de Km². Nesse espaço vivem mais de 40% da população brasileira.
A população do Agreste e do Sertão nordestinos não vê água de chuva há mais de cinco anos seguidos. É um horror dos infernos! Até a Zona da Mata pernambucana está sofrendo com a seca que tem matado muito bicho, incluindo gado.
Rômulo Nóbrega, um dos colaboradores do Nordeste para este Blog, informa que Sertânia, PE, está numa peinha de nada, numa penúria que dá pena. Em Campina Grande, PB, o racionamento já dura quase um ano. No Rio Grande do Norte, lá no interiorzão está tudo lascado. Em Terezina, PI, tem chovido umas coisinhas, informa Wilson Seraine. Também no interiorzão da Bahia, informa o cordelista Marco Aurélio: " Em Senhor do Bonfim, os olhos da gente marejam de tanto sol e calor, de tanta quentura. A tristeza é enorme. Falta tudo..."
Já passa de hum mil o número de municípios nordestinos em estado de emergência e calamidade pública.
Dos 181 municípios pernambucanos, 151 se acham na miséria provocada pela falta d'água dos céus.
No Ceará , a situação não é diferente. Também em Sergipe e Maranhão.
Os profetas da seca cearenses estão em constante vigília, rezando e clamando a São Pedro que mande chuva, pelo amor de Deus.
O Rio São Francisco de novo começa a gemer, pedindo água.
As frutas não estão vingando, a plantação de macaxeira está perdida... Viva, mesmo, só a esperança do povo que não morre...
Também terrível nessa história toda é o descaso do Poder Público.
A cachaça faz bem e faz mal.
Nos meus tempos de repórter conheci um delegado que dizia: "cobertor de pobre, é cachaça".
A cachaça está em todo canto, na literatura, no cinema, na música (abaixo um clássico do genero, com Vicente Celestino).
São milhares e milhares os rótulos de cachaça encontráveis Brasil afora. Muitos deles já extinto, como Meneguetti, de Reginópolis, SP.
Em Belo Horizonte, BH, eu tenho um amigo, o jornalista Carlos Felipe, que coleciona não só rótulos de cachaça, mas também a garrafa, lacrada, naturalmente. No depósito da sua casa há mais de 6.000 tipos diferentes da branquinha
Vamos lá meu amigo, minha amiga, o que acham desta frase: "cachaça é como mulher, no começo é bom e depois dá dor de cabeça". Outra: "Dizem que cachaça é o pior inimigo do homem, mas homem que é homem não se acovarda diante do inimigo".



Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS