Seguir o blog

segunda-feira, 6 de março de 2017

A MULHER NA LITERATURA DE CORDEL

O genial cantador Sebastião Marinho era adolescente quando, pela primeira vez, cantou com a mais famosa repentista. Ele tinha 13, 14 anos, e ela bem mais.
Otília Soares foi a poeta repentista que passou o bastão de "rainha" para Mocinha de Passira, a única que vive até hoje da profissão; de poeta repentista.
Otília publicou cordel e Mocinha também.
E o ponto é este: mulher atuando no campo masculino do Cordelismo.
A primeira delas foi Maria das Neves Batista.
Maria das Neves era Nevinha, filha de Francisco das Chagas Batista, paraibano do século 19.
Sua filha Nevinha entra para a história do Cordelismo a partir do momento que publica seu primeiro cordel: O Violino do Diabo ou o Preço da Honestidade, sob o pseudônimo de Altino Alagoano, em 1938.
Cordel é folheto e folheto, nas suas páginas, traz versos. É isso o que é e é o que gostamos...
Olavo Bilac publicou um texto seu num folheto. De Cordel?
Historicamente, a mulher em todos os tempos e em todos os cantos foi tida como menor.
Para o machismo não há explicação, porque se houvesse encontraríamos sua gênese em Eva.
Fazer poesia é coisa difícil de fazer.
Contar história, história da vida, é sempre muito difícil. Agora pensemos: contar a história da vida em versos. É difícil, não é?
As duas primeiras mulheres a publicar versos foram Nísia Floresta e Maria dos Reis, no século 19.
Elas poderiam ter publicado seus poemas em folhetos
A história é longa. Em 1938, a paraibana Nevinha publicou O Violino do Diabo ou o Preço da Honestidade. E ponto. E hoje temos na lembrança de ontem e de hoje muitos nomes femininos e de grandeza poética, incluindo uma das mais novas Julie Ane Oliveira (foto acima), que continua crescendo. Essa menina começou cedinho, com apenas 11 anos de idade, foi quando eu a conheci; filha do cordelista Rinaré.
Antes de relacionar os nomes que seguirão abaixo, quero agradecer a atenção de Sebastião Marinho, Kydelmir Dantas, Moreira de Acopiara, Rômulo Nóbrega e outros nomes queridos de Pernambuco, Sergipe e Piauí.


MULHERES CORDELISTAS

·         Alda Oliveira (Iguatu-CE)
·         Anilda Figueiredo (Crato-CE)
Bastinha Job (CE)
·         Benedita Delazari (SP)
·         Celia Castro (PB)
·         Cleusa Santo,
·         Clotilde Tavares (Campina Grande-PB),
·         Creusa Meira (BA),
·         Cora Coralina,
·         Dalinha Catunda (natural do Ceará)
·         Dalva Moreira
·         Djanira Feitosa (natural do Ceará)
·         Esmeralda Batista (CE),
·         Fanka Santos (Barbalha-CE),
Francinete Fernandes Souza,
·         Francisquinha Confessor (RN),
·         Geni Milanez  (Cerro Corá-RN),
·         Gloria Fontes Puppin (RJ),
·         Helvia Callou (PE),
·         Iracema Mendes Régis (natural do Ceará)
·         Ivonete Morais (natural do Ceará)
·         Izabel Nascimento (SE),
·         Isaura Melo,
·         Josenir Lacerda (natural do Ceará)
·         Josenira Fraga (Guaramiranga-CE),
·         Josy  Maria
·         Julie Ane Oliveira (natural do Ceará)
·         Leila Freitas (natural do Ceará)
·         Lourdes Ramalho (Jardim do Seridó-RN),
·         Luma (CE, Maria Godelivie (PB),
·         Magaret M. P. de Lima
·         Mana Cardoso (Crato-CE)      
           Maria Alda de Oliveira
·         Maria Carlos Pereira
·         Maria das Neves Batista Pimentel,
·         Maria de Fátima Lucas (natural de São da Boa Vista - SP)
·         Maria do Rosário Lustosa da Cruz
·         Maria Godelivie (natural de Paraíba)
·         Maria Jose De Oliveira (AL),
·         Maria Julita Nunes
·         Maria Luciene (natural do Ceará)
·         Maria Matilde Mariano
·         Maria Rivaneide (natural do Ceará)
·         Maria Rosimar Araujo
·         Maria Soledade,
·         Mariane Bigio (natural de Recife)
·         Minervina Ferreira (Cuité-PB),
·         Mirian Carlos Moreira de Souza
·         Mocinha da Passira (Limoeiro-PE),
·         Nalva Poeta
·         Nezite Alencar (Crato-CE),
·         Raimunda Frazão (Catanhede – MA),
·         Rita Maria de Oliveira
·         Rosa Régis (Jacaraú-PB),
·         Ruth Hellmann (Erechim-RS),
Salete Maria
·         Sírlia Lima (Mossoró-RN),
·         Suêldes – poetisa popular
·         Susana Morais (natural de Recife)
·         Tonha Mota (Taperoá-PB),
·         Valéria Albuquerque
·         Vânia Freitas (Fortaleza-CE),
·         Vicência Macedo Maia (BA),
·         Zaira Dantas da Silva (PB),
·         Zuzu Oliveira (Anguera-BA)

Nenhum comentário:

POSTAGENS MAIS VISTAS