Seguir o blog

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

DE CHICO PRA CHICO

Ouvi outro dia notícia que dava conta de que o compositor Chico Buarque fora provocado por um grupo de desocupados que o encontrou à saída de um restaurante, no Rio de Janeiro. Foi uma provocação lamentável, despropositada. Foi uma provocação de ignorantes radicais. Entre eles, havia até quem nem soubesse quem era Chico. Chico é uma reserva moral neste País de tanta imoralidade, falcatruas, roubos etc.

Chico, como tantos brasileiros, contribuiu enormemente para a democracia que hoje vivemos. Desconhecer isso é desconhecer tudo o que há de melhor no Brasil.

A agressão verbal ao autor de Construção deveu-se ao fato de ele ser considerado petista.

A democracia permite debates entre contrários, independentemente de raça, cor etc. Aliás, no filme documentário Chico – Artista Brasileiro, atualmente em cartaz nas boas casas do ramo, há muitas falas sobre combate à ditadura militar, liberdade, democracia, anistia. Vale a pena vê-lo. E fica aqui o meu protesto contra os boçais.


O mundo tá cheio de Chico
É Chico que vai e Chico que vem
Todo mundo quer ser Chico
Você quer ser Chico também?

Todo Chico é Francisco
Todo Francisco é Chico
Neste mundo de mentiras
E de muito fuxico

Mas é muito bom ser Chico
Tem Chico papa, Chico santo
Tem Chico aqui e acolá
Tem Chico em todo canto

Tem Chico no Pará, Piauí
Em Nova York e Belém
E até na Conchinchina
Se brincar tem Chico também

Ah!, toda mulher quer um Chico
Pra fazer judiação
Um Chico logo disse:
Eu, hein? Mulher com Chico não.


CHICO – ARTISTA BRASILEIRO

Clique: Ouvi outro dia notícia que dava conta de que o compositor Chico Buarque fora provocado por um grupo de desocupados que o encontrou à saída de um restaurante, no Rio de Janeiro. Foi uma provocação lamentável, despropositada. Foi uma provocação de ignorantes radicais. Entre eles, havia até quem nem soubesse quem era Chico. Chico é uma reserva moral neste País de tanta imoralidade, falcatruas, roubos etc.

Chico, como tantos brasileiros, contribuiu enormemente para a democracia que hoje vivemos. Desconhecer isso é desconhecer tudo o que há de melhor no Brasil.

A agressão verbal ao autor de Construção deveu-se ao fato de ele ser considerado petista.

A democracia permite debates entre contrários, independentemente de raça, cor etc. Aliás, no filme documentário Chico – Artista Brasileiro, atualmente em cartaz nas boas casas do ramo, há muitas falas sobre combate à ditadura militar, liberdade, democracia, anistia. Vale a pena vê-lo. E fica aqui o meu protesto contra os boçais.


O mundo tá cheio de Chico
É Chico que vai e Chico que vem
Todo mundo quer ser Chico
Você quer ser Chico também?

Todo Chico é Francisco
Todo Francisco é Chico
Neste mundo de mentiras
E de muito fuxico

Mas é muito bom ser Chico
Tem Chico papa, Chico santo
Tem Chico aqui e acolá
Tem Chico em todo canto

Tem Chico no Pará, Piauí
Em Nova York e Belém
E até na Conchinchina
Se brincar tem Chico também

Ah!, toda mulher quer um Chico
Pra fazer judiação
Um Chico logo disse:
Eu, hein? Mulher com Chico não.


CHICO – ARTISTA BRASILEIRO

Clique:  
















3 comentários:

jccortinovis disse...

Caro Chico Assis Angelo .
Gostei muito dos comentários , você tem toda razão , não devemos radicalizar, daqui a pouco estamos como o Estado Islâmico .
A poesia nota 10

almasementes disse...

Imprescindível Assis, concordo com seu ponto de vista — aliás, cada um tem o seu...ainda bem. Pensamos, logo existimos para externar nossos pensamentos. No entanto há tempo para nos bandear para o lado do sol, da verdade.

'O incidente com o Chico tá na moda', e eu tracei comentário sobre uma recente reportagem do 'Estadão', alusiva ao corriqueiro bate-boca, que tomou tal proporção pela notoriedade do Chico. Você concordaria com alguma palavra abaixo?



Como sentenciou Nietzsche: "As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras". O Chico compositor, unanimidade quase nacional em relação à sua fértil obra musical — principalmente nos tempos amargos da ditadura—, defende acirradamente, a sua férrea convicção partidária. Um dia, se encantou e se inebriou com as propostas do PT; porém, é sempre tempo de refletir e rever velhos e obsoletos conceitos.

Por outro lado, quando somos iludidos ou ludibriados, temos a obrigação de nos insurgir contra, e no mínimo, questionar quem nos atraiu com o canto das sereias. O Partido dos Trabalhadores se transfigurou a tal ponto, que atualmente, muitos de seus correligionários, não sabem se 'PT', é a sigla de 'Partido da Traição', 'Partido da Tramóia' ou 'Partido da Trapaça'. E, cabe a irônica recordação musical:

[...]Num tempo
Página infeliz da nossa história
Passagem desbotada na memória
Das nossas novas gerações
Dormia
A nossa pátria mãe tão distraída
Sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações[...]

Este trecho da letra de 'Vai Passar' de 1984, soa tão tenebrosa e trágicamente atual, que parece ter sido escrita em 2015, inspirada pela realidade brasileira, da qual a maior (ir)responsabilidade é justamente do PT.

Anônimo disse...

Muito aropriado o texto de ALMASESEMENTES. Concordo plenamente, é preciso rever conceitos e situações quando percebemos que a carroça está atolando na lamaceira de sua trajetória.
Eu, de minha parte estou decepcionado com a teimosia do Chico e de tantos outros em defender algo que já provou que nada mais tem a dizer.
PAPETE

POSTAGENS MAIS VISTAS