Seguir o blog

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

GLOBO COMPROU BANDEIRANTES E RECORD?

Muita bomba foi pro ar acionada por repórteres e apresentadores nesses 40 anos de existência do Jornal Nacional, da Plim, plim, completados no último 1º deste mês.
Num tempo não muito distante, quase todo o Brasil parava às 20 para ver e ouvir o que sucedia à nossa volta, da mesma forma que parava para ver a novela Selva de Pedra. Só que o que sucedia à nossa volta era real e o que se via na telinha global era meio irreal, como até hoje é, aliás.
Politicamente, portanto, incorreto
Mas sabemos que a Globo é governista, quem não sabe?
E sempre!
É filosofia do dono que parte, mas fica. Se me entendem...
Poxa! E eu trabalhei lá, na Plim, plim, onde tenho até hoje amigos.
Com o William Bonner e outros companheiros da época íamos, depois de apresentado o Jornal da Globo – que eu ajudava a produzir, pois era meu trabalho –, jantar no Metrópoles, restaurante com pista de dança localizado ali no fim da Paulista.
Delícia!
Eu jantava e bebia uns gorós e ia dançar com quem fosse.
Gostava disso, pois relaxava. Ficava bem pra pegar melhor o batente no dia seguinte.
O Bonner foi sempre certinho, digo. Não ia à pista, preferia ficar à mesa papeando com a Marilena Chauí. Era melhor, acho.
Bom, há pouco navegando pelas entranhas do Youtube encontrei um documentário que há tempo quis ver: Muito Além do Cidadão Kane, documentário de 105 minutos, que passam rápidos, dirigido por Simon Harton para a BBC de Londres em 1993 e que a Record acaba de comprar por 20 mil dólares. É baseado na carreira do bam-bam-bam das comunicações norte-americanas Randolph Hearst, lembram?
É interessantíssimo.
Recomendo.
Há ótimos e esclarecedores depoimentos de colegas jornalistas como o bom Gabriel Priolli – hoje na TV Cultura, ao lado do querido Markum –, e de artistas como o craque Chico, que diz ser a Globo “mais realista do que o rei”. E de publicitários famosos como Washington Olivetto: "Muitas e muitas vezes nossa publicidade chega a ser melhor do que o nosso País". Phtgfbnnt! E também há, nesse documentário, depoimentos de tristes figuras dos tempos da repressão, como Armando Falcão.
Falcão, aquele que sempre tinha na ponta da língua a frase feita “nada a declarar”, proferida quando lhe perguntávamos algo a ver com a área da Justiça, da qual era ministro, baba nesse documento fronhas em louvor ao Hearts tupiniquim, seu chefe eterno e igualmente falecido, Roberto Marinho.
O Lula também aparece no documentário de Harton, espinafrando a sua casa de hoje, a Globo. Ora...
Pois bem, e como Pelé, o Lula de 93 já falava na terceira pessoa: “O Lula...”. Lá pras tantas, o Lula lembra, puto, que a Globo ouvia os dois lados nas reportagens que fazia: o do empregado e o do patrão, mas só a fala do patrão ia ao ar.
Muito Além do Cidadão Kane é muito bom.
Confiram.
Ah! Hoje no Jornal Nacional foram citadas com naturalidade as televisões Bandeirantes e Record. O pretexto foram ferimentos sofridos por repórteres dessas empresas cometidos por marginais do Rio de Janeiro, em tiroteio com policiais. Mortos, quatro.
Sei não, e por não saber pergunto: a Globo comprou as referidas TVs?
E os personagens da foto acima, quem são?
Uma dica: o da ponta da mesa sou eu, em 30 de março de 1988.
O local é uma das dependências do prédio onde está instalado hoje o jornal O Estado de S.Paulo

4 comentários:

Júbilo Jacobino disse...

Caramba Assis, desde ontem que estou queimando minhas pestanas e não chego à conclusão de quem são os extremistas da esquerda e da direita. Fui ao google imagens, pedi ajuda aos universitários, meu irmão e meu filho, dei busca na folha on line e também no estadão e nada! Até no livrão da história do Lula eu recorri, mas imagino que essa foto seja do seu acervo pessoal. Ao ano eu já havia me sintonizado, pois não sendo em 88 tal conjuntura e informalidade não seriam praticáveis.
Vou continuar tentando e acho até que isso poderia virar uma gincana, com prêmio e tudo. Que tal um vinil daqueles que só você deve ter, heim?

Assis Ângelo: disse...

ok, júbilo. idéia boa. valendo um exemplar do cd Assis Angelo Interpreta Poetas Nordestinos dos Séculos XIX e XX e do já raro livro O Coronel e a Borboleta e Outrras Histórias Nordestinas. Mais: um exemplar do novo livro: Pascalingndum! Os Eternos Demônios da Garoa, para retirar na alameda eduardo prado. O kit será entregue ao primeiro que identificar todas as figurinhas constantes no retrato acima.

Anônimo disse...

Jesus Cristo, Judas,São Pedro,São Paulo, um deles é o capeta mas não sei qual, os outros não sei.

Sanctus disse...

Puxa vida, Assis!
Aí complicou!

Você era o único elemento
Que no retrato reconheci
Mas então neste post
Você se identificou
E daí tudo se danou!

Pelo visto estou com sintoma
Que ataca a mídia e a população
Dessa breve memória sem passado
Que impede uma inteligente
E real revolução

Sei que os prêmios da gincana eu perdi, mas me solucione uma pequena curiosidade, por favor??? No dia deste "felomenal" encontro da foto, levastes contigo todo alho e cebola que conseguites encontrar pelo caminho...???

Um fraternal abraço - como disse um amigo - "do tamanho do Parque Ibirapuera".

Hellaydo Jean
@hellaydo

POSTAGENS MAIS VISTAS